English English Français Français Deutsch Deutsch Português Português Español Español

Em parceria com Fade e UFPE, programa de residência em T.I. da EMPREL inicia ciclo de formação

Ao todo, 17 profissionais de diferentes cidades dos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba foram selecionados através de processo seletivo público

Em fevereiro de 2020 foi assinado o Acordo de Parceria para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, celebrado entre a Empresa Municipal de Informática (EMPREL), a UFPE e sua Fundação de Apoio ao Desenvolvimento (Fade-UFPE). O Acordo tornou oficial o Programa de Residência em Desenvolvimento de Software, destinado a profissionais da área de Tecnologia da Informação com o objetivo de investir em recursos humanos e capacitação combinada entre especialização e prática. Os alunos do intitulado curso de “Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) Residência em Desenvolvimento de Software” iniciaram as atividades do programa de residência em T.I. da EMPREL no começo de outubro de 2020.

Por 18 meses, totalizando uma carga horária de 405h, os residentes assistirão aulas no Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (CIn-UFPE), às segundas-feiras, e trabalharão com a equipe de desenvolvimento de software da EMPREL | Prefeitura do Recife, de terça a sexta-feira. A formação desta primeira turma do Programa de Residência está prevista para março de 2022. Ao todo, 17 profissionais de diferentes cidades dos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba foram selecionados através de processo seletivo público

Nas palavras do professor Artur Coutinho, secretário executivo da Fade-UFPE: “O projeto alia uma forte formação teórica com a prática, através de problemas reais da cidade do Recife. Assim, os residentes terão uma experiência ímpar, que fortalece competências tão necessárias em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Parabenizo a EMPREL, a Prefeitura do Recife e o CIn pela parceria. A Fade-UFPE tem orgulho de apoiar um projeto com de tamanha relevância na formação de massa crítica de alto nível, que contribui para o ecossistema de inovação do Estado de Pernambuco”.


O Programa de Residência em Desenvolvimento de Software acontece no Centro de Informática (CIn) da UFPE e ultrapassa os muros da Universidade, combinando aprendizado com prática profissional junto à EMPREL. A ideia por trás do projeto é adaptar programas de residência de hospitais, que acontecem em cursos da área de saúde, à realidade de T.I. Assim, o programa proporciona integração contínua e equilibrada entre formação teórica e prática, beneficiando profissionais que desejam aprimorar habilidades, a EMPREL, que recebe recursos humanos especializados com capacidade de desenvolvimento, e a Universidade, que ganha investimentos em seus recursos humanos e materiais oferecendo educação de qualidade. Os residentes receberão certificado oficial da Universidade e possíveis oportunidades de mercado após concluírem o ciclo de formação teórica e prática continuadas e a entrega de uma monografia como trabalho final.

Coordenador do projeto e docente do CIn, o professor Hermano Moura fala das expectativas para o novo Programa de Residência: “Em relação aos residentes, espera-se concluir uma formação efetiva de profissionais altamente qualificados na área de desenvolvimento de software. A área de T.I. segue com uma demanda muito grande de recursos humanos de alto padrão. Do ponto de vista da EMPREL, a empresa contará com a participação dedicada desses profissionais em diversos projetos e sistemas que apoiam a gestão de uma cidade do porte de Recife sob solicitação da Prefeitura. Programas como esse geram importantes grupos de mão de obra de alto nível para o cluster de empresas de tecnologia do Estado, como o Porto Digital. Dessa forma, trata-se de uma iniciativa com impactos para a EMPREL e para todo o Estado de Pernambuco.”

O CIn-UFPE possui outros programas de residência em andamento junto à Fade e empresas como Motorola e Samsung. “Esse é um exemplo da interação Universidade-empresa na prática. Para a UFPE, é muito importante contribuir com a indústria e a sociedade. O Programa, sobretudo, fortalece a parceria já existente e muito frutífera entre CIn, Fade-UFPE e EMPREL”, explica o professor Hermano. A Fundação fica responsável por gerir administrativamente e financeiramente o projeto, auxiliando em processos de compras e demandas relacionadas aos recursos humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *