Em evento na Fenearte, será discutido o impacto do projeto Riquezas da Mata

Hoje, 11/07, o projeto Riquezas da Mata que aproxima o design do artesanato, será apresentado na Fenearte, em Conversas Interativas, no espaço Janete Costa. Liderado pelo Imaginário Pernambucano, SEBRAE, Universidade Federal de Pernambuco, com gerenciamento da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE (Fade-UFPE), vêm através de oficinas auxiliando os artesãos com informações técnicas sobre o consumo e valorização do artesanato. Assim, promovem o fortalecimento da capacidade produtiva local. No espaço Janete Costa terão muitas reflexões sobre o trabalho realizado ao longo dos anos, além de discutirem acerca da tradição do artesanato e as obras dos artesãos.

Nas palavras da Coordenadora do Imaginário, Professora Ana Andrade: “ O evento será para discutir sobre o projeto Riquezas da Mata nos municípios de Ipojuca, Tracunhaém e Goiana, onde desenvolvemos estratégias para capacitação dos artesãos no desenvolvimento de produtos e da comunicação pelas mídias digitais. O imaginário é um espaço onde você vê na prática a relação de ensino, pesquisa e extensão, por meio de ações transdisciplinares buscamos compreender a relação que os artesãos têm com o mercado, poderes públicos e tecnologia. Analisamos a produção, autonomia e gerenciamento de grupo da comunidade artesã, além disso temos a prospecção de implementar a sustentabilidade. Os resultados das produções do projeto serão apresentados em primeira mão na Fenearte, vai ser interessante para aqueles que têm curiosidade no projeto imaginário”.

O Laboratório O Imaginário busca atender as demandas das produções artesanais e industriais, integrando ensino, pesquisa e extensão com uma equipe de professores, estudantes e técnicos de muitas áreas do conhecimento, em conjunto da Universidade Federal de Pernambuco. Tal projeto impacta positivamente a sociedade, à medida que reconhece a importância da comunidade artesã no âmbito cultural. Dessa maneira, conversamos com alguns artesãos para conhecer mais da relação com o Riquezas da Mata.

Artesã: Sandra Moraes

“O projeto Riquezas da Mata, cria uma identidade nativa onde foi desenvolvido o potencial criativo das artesãs.O Laboratório imaginário trabalhou aproximando design e artesanato. As definições de artesanato e design são desenvolvidos por caminhos diferentes, porém ambos tem sua importância no mundo das artes. Temos que considerar que todas as informações trazidas pelo Imaginário necessitam de mais tempo. Avalio como positivo o trabalho realizado até o presente momento”.

Artesã: Lívia Aguiar

“O projeto fortalece a capacidade produtiva dos artesãos, fornecendo informações técnicas e de tendências de consumo. Mas também aproximando o saber acadêmico do saber intuitivo das produtoras artesanais”.

Artesão: Ivo Diodato

“O projeto valoriza a nossa arte e nossa cultura, a importância desse projeto é nos levar a enxergar a grandiosidade de tudo que nós somos e temos. O laboratório Imaginário faz com que a gente veja a nossa riqueza  de outra forma, ele nos leva a nos valorizar,  precisamos nos ver como vitrine, diante do nosso produto”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.