Fade-UFPE se prepara para dar início às atividades do Programa de Formação de Recursos Humanos da ANP

A UFPE teve quatro propostas selecionadas para participar do PRH-ANP. Os programas serão gerenciados pela Finep e contarão com o apoio da Fade-UFPE

Nesta última segunda-feira (9), representantes da Fade-UFPE se reuniram com coordenadores de quatro dos Programas de Formação de Recursos Humanos (PRH) aceitos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em chamada pública realizada no ano passado para discutir o início das atividades dos projetos. Os quatro programas, propostos por docentes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), serão gerenciados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e administrados pela Fade-UFPE ao longo de sua execução.

O PRH-ANP foi criado em março de 1999 com o objetivo de estimular as instituições de ensino a organizar e oferecer, aos seus alunos, especializações profissionais consideradas estratégicas e imprescindíveis ao desenvolvimento do setor de petróleo no Brasil. Dessa forma, o PRH-ANP se caracteriza por conceder bolsas de estudos aos alunos matriculados naquelas instituições, além de valor equivalente, a título de taxa de bancada, o qual se destina a apoiar as atividades dos referidos bolsistas.

Ao longo dos anos, o PRH-ANP obteve expressivos resultados no desenvolvimento da indústria do petróleo e na geração de mão de obra especializada. Além do quantitativo de 600 prêmios (nacionais, internacionais e Prêmios Petrobras de Tecnologia), o levantamento dos dados de produtividade e empregabilidade revela que foram superadas 5.500 publicações científicas e 2.000 bolsistas inseridos no mercado de trabalho.

Os quatro programas propostos pela UFPE foram “Engenharia do Processamento de Petróleo e Gás, Produção de Biocombustíveis e Energias Renováveis”, coordenado pela Profª. Celmy Barbosa, do Departamento de Engenharia Química, e três intitulados “Análise de Riscos e Modelagem Ambiental na Exploração, Desenvolvimento e Produção de Petróleo e Gás”, um deles coordenado pelo Prof. Márcio Moura, do Departamento de Engenharia de Produção, outro pelo Prof. Mário Filho, do Departamento de Geologia, e o terceiro pelo Prof. Antonino, do Departamento de Energia Nuclear, todos do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da UFPE.

A reunião contou com a participação dos quatro professores citados e com a equipe da Fade-UFPE: Prof. Artur Coutinho, secretário executivo, Paulo Guedes, coordenador executivo, Danielle Anizia, gerente de projetos, Maely Araújo e Camilla Fontes, analistas de convênios.

Texto produzido com informações divulgadas pela ANP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *