UFPE recebe 20 embaixadores, ministros e cônsules da União Europeia em seminário

Vinte embaixadores, ministros e cônsules de países da União Europeia participaram, no dia 18 de maio, do seminário no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), para conhecer possibilidades de cooperação internacional e áreas de pesquisa estratégicas da UFPE. “A Universidade se reafirma como instituição de referência em nível nacional e internacional”, afirmou o reitor Anísio Brasileiro. A reunião foi organizada pela Positiva – Diretoria de Inovação e Diretoria de Relações Internacioanis (DRI).

Fotos: Passarinho

Delegação composta por 20 embaixadores conheceu projetos estratégicos da UFPE

“Apreciamos aquilo que já fizemos juntos e queremos fazer muito mais”, disse o embaixador da União Europeia, João Gomes Cravinho, que já havia visitado a UFPE em março para preparar a visita dos embaixadores dos estados membros da União Europeia. Ele ressaltou o desejo de receber mais brasileiros no continente e destacou oportunidades de bolsas para professores e estudantes. “A ciência não pode ter fronteiras”, completou.

Reitor Anísio Brasileiro disse que a UFPE se reafirma como uma instituição em nível internacional

A secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), Lúcia Melo, fez uma apresentação sobre a estratégia de CT&I do Estado e reafirmou o interesse na cooperação tanto com a União Europeia quanto com a UFPE. Ela citou projetos e iniciativas estratégicas, em áreas como fármacos e combate ao zika vírus, e falou que Pernambuco busca unir inspiração local e conexão global na área de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O reitor Anísio Brasileiro fez uma apresentação sobre pesquisa estratégica e inovação na UFPE, retratando o legado de quase 200 anos de história da Universidade – a Faculdade de Direito do Recife (FDR) foi fundada em 1827. Ele defendeu a importância de articular as competências acadêmicas com o mundo da indústria. “A Universidade precisa trabalhar de maneira mais integrada com a sociedade”, disse.

José Luiz de Lima Filho, do Lika, abordou pesquisas relacionadas com o zika vírus

Por fim, houve uma apresentação sobre o zika vírus, com os professores José Luiz de Lima Filho, diretor do Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika), e Celso Pinto de Melo, do Departamento de Física; e outra sobre energias renováveis, com os docentes Alexandre Araújo Costa e Olga de Castro Vilela, do Centro de Energias Renováveis da UFPE. Os seminários sobre as duas áreas foram um pedido da delegação da União Europeia.

PRESENÇA – Participaram do encontro os embaixadores Dirk Loncke (Bélgica), Haralambos Kafkarides (Chipre), Zeljko Vukosav (Croácia), Kim Hojlund Christensen (Dinamarca), Milan Cigán (Eslováquia), Alain Brian Bergant (República da Eslovênia), Markku Virri (Finlândia), Norbert Konkoly (Hungria), Brian Glynn (Irlanda), Han Peters (Países Baixos), Jorge Cabral (Portugal), Stefan Mera (Romênia) e Jirí Havlík (Tchéquia).

Também estiveram presentes os encarregados de Negócios da Áustria, Johann Spitzer, e da Espanha, Jose Manuel Pascual Garcia; o cônsul-geral da França, Romain Louvet; o cônsul do Reino Unido, Graham Tidey; o ministro italiano Filippo La Rosa e a ministra conselheira da Suécia, Pernilla Josefsson Lazo. A vice-reitora Florisbela Campos e a secretária executiva da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da UFPE (Fade), Suzana Montenegro, compuseram a mesa.

Fonte: Ascom-UFPE

Orgy