Reconhecida como importante Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) já possui uma longa trajetória de interação com a indústria do Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Como fruto dessa relação, a UFPE está implantando o Laboratório Integrado de Tecnologia em Petróleo, Gás e Biocombustíveis – LITPEG, financiado pela PETROBRAS.

O LITPEG será um laboratório integrado com ações de pesquisa multi, inter e transdisciplinar, voltadas para a cadeia produtiva do Petróleo, Gás e Biocombustíveis Renováveis. Segundo o coordenador do LITPEG e professor do departamento de Engenharia Mecânica, Paulo Lyra, “após a apresentação do projeto pela reitoria da UFPE à PETROBRAS, em 2008, as negociações tiveram início e um convênio para financiamento da elaboração do Projeto Executivo do LITPEG foi assinado em 2010. Neste novo modelo, o LITPEG é pioneiro. Nosso Projeto Piloto foi elaborado nos anos 2010/2011 e contou com cerca de 380 plantas de engenharia, incluindo plantas sofisticadas de laboratórios de gases. Em 2012, o convênio para financiamento da construção foi concretizado e montamos a equipe Fade-UFPE para administrar o projeto”.

O laboratório integrado LITPEG-UFPE será instalado no Campus da UFPE, em frente ao Centro de Tecnologia e Geociências da UFPE e contará com área total de 13.280,89 m². O espaço é composto por um prédio principal com sete pisos, em um total de 12.222,57m², um galpão para instalação de plantas piloto de 829,57m² e um Bloco Técnico de 228,75m².  O orçamento total do projeto é de R$ 76.565.851,85. As obras já iniciaram e a conclusão está prevista para 2016. O Projeto Executivo do laboratório foi amplamente discutido com a PETROBRAS, por meio de reuniões de trabalho entre os pesquisadores da UFPE envolvidos nos diferentes laboratórios e os integrantes das áreas tecnológicas do CENPES- PETROBRAS.

No intuito de administrar o projeto de forma mais eficiente, a Fade-UFPE montou um núcleo específico para atender às demandas do LITPEG. E, segundo a Secretária Executiva da Fade-UFPE, Profª Suzana Montenegro, “o núcleo Petrobras está sendo um experimento de gestão de projetos que está tendo ótimos resultados. Estabelecemos uma comunicação direta tanto com os coordenadores do LITPEG quanto com o financiador, no caso a PETROBRAS. Esse novo modelo de gestão, em que planejamos antecipadamente determinadas compras possíveis e outras demandas que promovam o desenvolvimento do projeto é um ensaio para aplicarmos futuramente.”

O LITPEG contará com 12 laboratórios de diferentes áreas. “O Laboratório vai nos colocar no cenário nacional com estrutura moderna. Nossas equipes de pesquisa terão mais sinergia entre si e alguns dos Programas de Formação de Recursos Humanos (PRHs e PFRHs), da ANP e/ou PETROBRAS vão funcionar lá. Vamos ter novos equipamentos, teremos um
laboratório de primeiro mundo”, explica Paulo Lyra. O mobiliário e os equipamentos necessários para montar os laboratórios também estão incluídos no projeto. O LITPEG será formado por vários laboratórios de inúmeras disciplinas  envolvendo desde a prospecção, exploração, produção e refino de petróleo, gás e biocombustíveis.
Além dos laboratórios, o prédio contará com biblioteca, salas de pesquisa, auditórios, salas de videoconferência e salas de reunião e trabalho colaborativo. Outro objetivo do LITPEG é conter as instalações físicas para abrigar o futuro programa de pós-graduação em Petróleo cujo projeto deverá ser discutido e implantado pelo  Centro de Tecnologia e Geociências – Escola de Engenharia de Pernambuco (CTG/EEP).

Histórico – A relação da UFPE com o setor de Petróleo, Gás e Biocombustíveis é antiga e iniciou na década de 1980 com Grupos de Pesquisa. Na década seguinte, essa interação se intensificou com a criação dos Fundos Setoriais de Ciência e Tecnologia, principalmente o CT- Petro, criado em 1999 para estimular a inovação na cadeia produtiva do setor de petróleo e gás natural. Nos anos 2000, a PETROBRAS implantou as Redes Temáticas para desenvolver infraestruturas dentro das universidades e a UFPE foi convidada a participar. Nesse momento, surgiu a iniciativa de se criar o LITPEG. LITPEG será laboratório de referência internacional

Fachada principal do LITPEG Foto 3 LABORATORIO