Na última segunda (6) e terça-feira (7) a UFPE recebeu a visita de comitiva da fundação canadense Energi Simulation. A programação do grupo girava em torno da avaliação da Cátedra Industrial em Simulação de Reservatórios de Petróleo na Universidade. Na terça-feira o grupo canadense se reuniu com o reitor Anísio Brasileiro, a diretora da Diretoria de Relações Internacionais, Maria Leonor Maia, e professores envolvidos com os projetos patrocinados pela fundação. A Fade-UFPE foi representada no encontro por duas colaboradoras: Danielle Anizia, Gerente de Projetos, e Rebeca Pernambuco, Assessora Jurídica.

Para o Prof. Leonardo Guimarães, do Departamento de Engenharia Civil, a parceria com a Energi Simulation abrange positivamente diversos interesses acadêmicos da universidade, uma vez que gera bolsas para estudantes, multiplica conhecimento e ainda fomenta outras parcerias. “Há quase dez anos, nós recebemos um financiamento da fundação Energi Simulation, do Canadá. A cada ano, esta fundação visita a UFPE para se encontrar com os professores que mantêm essa cátedra e para conhecer as empresas que dão apoio ao projeto. (…) A ideia é formar pessoas, exigindo que empresas participem, por isso é uma cátedra industrial. O objetivo é ser uma cátedra multiplicadora, onde os recursos sejam revertidos em outras parcerias, como a que temos atualmente com a Petrobras, que também nos apoia nesta cátedra e esteve presente durante a visita”, afirma.

O reitor Anísio Brasileiro aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio à cátedra e destacar a política de internacionalização da Universidade e o investimento feito para a concretização do Laboratório Integrado de Tecnologias em Petróleo e Gás (Litpeg), cuja inauguração está prevista para dezembro e tem parceria da Fade-UFPE.

Participar desse evento foi um momento ímpar de aprendizado e de troca, além de uma excelente oportunidade para a Fade-UFPE estreitar seu relacionamento com esses parceiros.

Fonte: Matéria produzida com informações publicadas no site da Ascom UFPE.