O Conselho Universitário aprovou, na última sexta-feira (9), a resolução que fixa as normas para regulamentar o relacionamento entre a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento (Fade) da UFPE. O documento busca disciplinar os procedimentos operacionais e financeiros de projetos de ensino, pesquisa, extensão, inovação e de desenvolvimento institucional no âmbito da Universidade, com a colaboração da Fade.

De acordo com o pró-reitor de Planejamento, Orçamento e Finanças (Proplan), Thiago Galvão, uma das principais alterações é a possibilidade de alteração do plano de trabalho proposto, desde que a realocação de recursos não exceda 20% do total de cada elemento de despesa. “Uma das grandes dificuldades era prever, no plano de trabalho, tudo que iria ser feito”, explicou o pró-reitor. A realocação de valores superiores a 20% depende de formalização prévia.

Outra novidade da nova resolução é que pequenos projetos de atividades extensionistas, com valor de até R$ 40 mil e período de execução inferior a 180 dias, passam a ter sua tramitação simplificada, devendo ser feita por meio de instrumento de ajuste individualizado firmado diretamente com a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) e registrado na Proplan. O documento entra em vigor na data da publicação no Boletim Oficial da UFPE.

Fonte: Ascom UFPE