Por: Daniela Almeida/ADUFEPE

Foto: Edeson Siqueira, presidente da ADUFEPE.

O último dia do XV Encontro Nacional do Proifes foi marcado por temas relevantes como Direitos Humanos e Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), e suas perspectivas com o movimento sindical. No evento, que celebra os 15 anos da Federação, mais de 150 professores e professoras de universidades e institutos federais de todo o país, além de 50 convidados e observadores do Brasil e da América Latina, estiveram presentes em Belém (PA), de 1 a 4 de agosto. Dentre os docentes estão os seguintes integrantes da diretoria da ADUFEPE: Edeson Siqueira (presidente), Fernando nascimento (vice), Eron Pimentel e Julianna Albuquerque.

XV Encontro Nacional do Proifes.

No encerramento da mesa sobre Movimento Sindical e a CT&I, o presidente da ADUFEPE, Edeson Siqueira, apresentou os “Desafios para a educação científica no Brasil”. Em sua fala, abordou a importância de levar ciência para crianças e adolescentes da educação básica citando a experiência da criação do Espaço Ciência, no período que Sérgio Rezende esteve à frente da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Pernambuco. “Uma revolução científica só será possível quando a ciência ocupar o espaço da Educação Básica, pois ela modifica as desigualdades. A sala de aula precisa ser um espaço de criação”, disse em sua palestra, que encerrou o debate.

Ao final das apresentações, os delegados aprovaram, por unanimidade, a Carta de Belém, na qual criticam duramente o programa “Future-se” do governo federal, lançado no mês passado e que pretende flexibilizar a autonomia financeira e de gestão das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES).

Saiba tudo sobre o evento na cobertura no site do Proifes-Federação.