Fade-UFPE recebe fundações de apoio para discutir sobre o Sistema de Administração e Gestão Integradas

Nos últimos dias 19 e 20 de abril de 2018, a Fade-UFPE recebeu a visita de representantes de várias fundações de apoio. O objetivo da reunião era discutir sobre o SAGI, Sistema de Administração e Gestão Integradas, ferramenta de trabalho utilizada por todas diariamente. Foram postos em pauta tanto pontos positivos quanto negativos do sistema, além de ser trocadas experiências e dicas a fim de melhorar a prática de todos no que tange a utilização do mesmo.

A Fade foi representada ao longo dos dois dias de trabalho por onze colaboradores e colaboradoras: Sâmia Sindeaux, Danielle Anizia, Sidicley Dias, Ivson Tavares, Vanise Brito, Suzan Siqueira, Iraci Pereira, Rosali Albuquerque, Valter Batista, David Pessoa e Paulo Guedes. Para David, o encontro foi uma experiência muito rica e positiva: “diversas Fundações de Apoio utilizam o mesmo sistema e, muitas vezes, a dificuldade de uma é compartilhada por outra ou um procedimento novo de uma Fundação sugere uma solução para as outras, além de que, neste momento, criou-se a possibilidade de juntas poderem lançar mão de ideias com o intuito de benefícios mútuos”.

Como principais resoluções, os colaboradores apontaram o dever de cada fundação de apoio de manter um contato direto junto ao administrador do sistema, considerando o alto investimento aplicado na ferramenta. Além disso, também foi importante o interesse em estabelecer com o fornecedor o comprometimento em elaborar um cronograma para os ajustes necessários ao sistema, bem como criar grupos de trabalho para o detalhamento dos tópicos abordados.

Rede Nacional de Tratamento de Esgotos Centralizados (RENTED) apresenta resultados finais de seis anos de pesquisa

Mais um projeto apoiado pela Fade-UFPE, recentemente, chegou à reta final e obteve resultados que certamente gerarão impactos positivos na sociedade. Trata-se do “Rede Nacional de Tratamento de Esgotos Descentralizados – Caracterização de águas residuárias de origem domésticas: segregadas ou não segregadas (CARARD)”, projeto que durou seis anos de pesquisa e foi financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O projeto em questão é um Convênio de Rede e a fundação de apoio âncora é a Fundação ASTEF, que apoia a UFC no Ceará. O coordenador geral da Rede é o Professor André Bezerra. Aqui na UFPE, o projeto CARARD ficou sob a tutela do Professor Mário Kato, do Departamento de Engenharia Civil. O projeto contou ainda com a participação das professoras Maria de Lourdes Florêncio, Sávia Gavazza, e Juliana Cardoso, e dos professores Ronaldo Melo e Wanderli Moreira, todos lotados no Departamento de Engenharia Civil.

O objetivo geral do projeto era desenvolver sistemas locais e descentralizados de manejo de águas residuárias de origem doméstica, incluindo aspectos de sustentabilidade e de gerenciamento de subprodutos líquidos, sólidos e gasosos. No caso da UFPE, o objetivo era realizar estudos de caracterização qualitativa e quantitativa de águas residuárias de origem doméstica, através de coletas em estações de esgoto, principalmente em locais como Rio Formoso e Petrolândia. Uma das notáveis ações do grupo foi a participação e apresentação de trabalhos no “Tiwa Biofilms: Granular Sludge System Conference 2018”, evento holandês cuja temática girava em torno de sistemas de lodo granular que podem funcionar como fábricas de recursos, seguindo o interesse por sistemas anaeróbicos para a produção de biogás.

Alguns dos resultados do projeto foram a caracterização de águas residuárias de origem doméstica segregadas e não segregadas quanto à presença de macro-poluentes (série de sólidos, matéria orgânica, nutrientes, patógenos, parâmetros físicos; a caracterização de águas residuárias de origem doméstica segregadas e não segregadas quanto à presença de micro-poluentes específicos (interferentes endócrinos, fármacos, nonil-fenóis etoxilados, metais); a formação e capacitação de recursos humanos na área de interesse e a caracterização de águas residuárias de origem doméstica segregadas e não segregadas quanto à presença de macro-poluentes (série de sólidos, matéria orgânica, nutrientes, patógenos, parâmetros físicos).

Além de administrar o recurso concedido ao subprojeto CARARD, a Fade acompanhou toda a execução e trabalhou para atender todas as necessidades da equipe para viabilizar a pesquisa. Os equipamentos pertinentes foram comprados, materiais disponibilizados, passagens e diárias providenciadas e serviços realizados. Thais Mendonça, colaboradora da Fade-UFPE, alocada no Núcleo Finep, foi a responsável por acompanhar o projeto ao longo dos dois últimos anos. “Apesar das dificuldades, que sempre existem, pude trabalhar, além do Professor Mário, com os professores Ronaldo e Juliana, que nos ajudaram bastante. Também pude compreender melhor o nível de importância do nosso trabalho e o impacto do nosso envolvimento para o alcance das metas físicas do projeto. Entender nossa relevância nos dá a certeza de que o resultado será satisfatório, desde que todos os envolvidos estejam totalmente comprometidos”, comenta Mendonça.

O Professor Mário Kato também tornou público sua satisfação com os resultados do projeto e com a parceria firmada com a Fade. “Venho lhes agradecer pelo empenho de toda a equipe envolvida no projeto Rede TED – FINEP (núcleo UFPE), em especial a Thais Mendonça, Camilla Fontes, Alessandra Miranda e Maely Araújo, que tanto nos auxiliaram nos nossos processos de compra. O apoio desta equipe foi importante para o sucesso deste projeto”, diz Kato. É a partir de resultados como esse que nos fortalecemos para prosseguir caminhado rumo a uma sociedade cada vez mais inovadora, doando nosso trabalho e comprometimento em prol desse sonho.

 

Rede TV CONFIES de Apoio à Inovação instaura Conselho de Representantes

Na última sexta-feira, dia 06 de abril de 2018, um novo passo foi dado rumo a uma evolução cada vez maior da ciência, da tecnologia e da inovação. A Rede TV Confies instaurou o seu Conselho de Representantes, que conta com 16 Fundações de Apoio participantes da primeira fase do projeto de TV digital lançado no dia 15 de março. As Fundações representantes (Fapeu, Fiotec, Funcamp, Funcern, Funpar, FMRS, Fadesp, Fapex, FCO, Uniselva, Faurgs, Astef, Funarbe, Fundep, Fade e Coppetec) já possuem seus canais instalados na plataforma. Dez representantes de diferentes Fundações compareceram à Fundação Coppetec para oficializar o Conselho da TV Confies.

A reunião foi transmitida ao vivo pela Rede TV Confies, no canal oficial do Confies. Os demais representantes que não puderam se deslocar até o Rio de Janeiro tiveram a oportunidade de, através da transmissão, participar um pouco das discussões. Segundo o Presidente do Confies, Fernando Peregrino, o Conselho está na vanguarda das comunicações digitais para demonstrar o que as fundações estão fazendo pela pesquisa e pela Inovação no País.

A Rede TV CONFIES de Apoio à Inovação tem como objetivo fornecer mais transparência e visibilidade ao trabalho desenvolvido pelas Fundações de Apoio espalhadas por todo o Brasil. Além de fazer a divulgação dos projetos de pesquisa apoiados, a  plataforma atua também na capacitação à distância dos mais de 5 mil colaboradores das Fundações. Confira: http://tvconfies.confies.org.br/pages

Fonte: Lúcia Beatriz, Assessoria de Comunicação do Confies.