LITPEG-UFPE e Petrobras realizam workshop com apoio da Fade-UFPE e da POSITIVA

Na última quinta-feira (7), o Centro de Estudos e Ensaios em Risco e Modelagem Ambiental (CEERMA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) sediou um workshop promovido pelo Laboratório Integrado de Tecnologia em Petróleo, Gás e Biocombustíveis (LITPEG-UFPE) e pela Petrobras. Aproximadamente 80 convidados – professores, pesquisadores, alunos e colaboradores da UFPE, bem como gestores e técnicos da Petrobras – estiveram presentes no evento, que durou um dia inteiro, das 8h30min às 18h30min.

Público durante palestra do workshop LITPEG – Petrobras | Foto: Letícia Fernanda Lima / Fade-UFPE

Durante o workshop, os convidados puderam conhecer mais sobre o LITPEG através de apresentações dos coordenadores de cada um dos 12 laboratórios e também por meio de uma visita às instalações do projeto. Prof. Paulo Lyra, coordenador do LITPEG, demonstrou a grandeza do plano de atuação do Laboratório, que terá 13,3 mil metros quadrados e buscará integrar os diversos laboratórios de petróleo, gás e biocombustíveis da UFPE. A inauguração está prevista para dezembro de 2018, de acordo com conograma estabelecido no projeto.

Reitor da UFPE, Prof. Anísio Brasileiro, comenta a importância do projeto LITPEG | Foto: Letícia Fernanda Lima / Fade-UFPE

O Reitor da UFPE, Prof. Anísio Brasileiro, ressaltou a importância do projeto, que une a Universidade e a Petrobras em prol da inovação e da autonomia tecnológica do Brasil: “O LITPEG representa o esforço de duas instituições públicas para fortalecer os conhecimentos, a pesquisa e a formação de recursos humanos na área de petróleo, gás e biocombustíveis, em uma atividade estratégica para o desenvolvimento do país”.

Palestra durante o workshop LITPEG – Petrobras. Suzana Montenegro, Secretária Executiva da Fade-UFPE, encontra-se no canto inferior direito | Foto: Letícia Fernanda Lima / Fade-UFPE

A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento (Fade) da UFPE, juntamente com a Positiva – Diretoria de Inovação da UFPE, foram pilares essenciais na realização do workshop. A professora Suzana Montenegro, Secretária Executiva da Fade-UFPE, apresentou o papel da Fundação em projetos como o LITPEG. Também estiveram presentes no evento outros colaboradores da Fade: professora Tanúzia Vieira, Coordenadora de Comunicação Corporativa; Danielle Anizia, Gerente de Projetos e Rosali Albuquerque, Assessora de Planejamento.

Fonte(s): Texto produzido com informações da ASCOM UFPE.

35º Encontro das Fundações de Apoio é encerrado com resultados positivos para a pesquisa e inovação no país

O 35º Encontro das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies), ocorrido entre 29 de novembro e 01 de dezembro de 2017, em Maceió – AL, voltou-se, durante essa edição, para a discussão acerca de temas importantes como políticas de transparência, corte de verbas, gestão de projetos da Petrobras e Finep, além de assuntos de interesse da comunidade de ciência e inovação do país. Estiveram presentes no evento profissionais de 24 estados e do Distrito Federal e representantes de mais de 90 fundações, que apoiam cerca de 150 instituições de pesquisa e administram 22 mil projetos movimentadores de cinco a seis bilhões de reais e força de trabalho de 60 mil pessoas, e que contabiliza quase 80% das importações de insumos para a pesquisa no Brasil.

Mesa principal do 35º Confies com dirigentes / Foto: Evanildo Silveira

Entre as diversas atividades realizadas (conferências, fóruns, mesas e oficinas), destacou-se a mesa Burocracia e a Autorregulação das Fundações, que contou com a participação da diretoria do Confies, de representantes da CGU, do MCTIC e da Advocacia Geral da União (AGU) e a mediação da professora Suzana Montenegro, Secretária Executiva da Fade-UFPE e Vice-Presidente do Confies. Durante esse encontro foi apresentado o Termo de Entendimento sobre a Autorregulação das Fundações de Apoio, que contempla 15 pontos da legislação, elaborado em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), com o Ministério da Educação (MEC) e com o Fórum de Educação da Procuradoria-Geral Federal (PGF).

O Termo foi assinado pelo Confies e pela Controladoria Geral da União (CGU) e tem como objetivo a autorregulação das fundações de apoio na busca pela redução da burocracia, a fim de promover uma maior eficiência na gestão dos projetos apoiados, pois “a ideia é criar uma forma de controle mais racional, transparente, preventiva e justa para controladores e controlados”, como afirma o Prof. Fernando Peregrino, presidente do Confies. Para Victor Godoy Veiga, diretor da Auditoria de Políticas Sociais da CGU, o documento foi “uma grande oportunidade para conseguirmos construir conjuntamente um novo caminho, de aproximação com o setor privado e redução da burocracia. Também é fundamental ouvir o outro lado, saber quais são as dificuldades que as instituições estão enfrentando, quais empecilhos que atrapalham as pesquisas e contribuir para vencê-los”.

Fonte: Texto produzido com informações coletadas através da ASCOM Confies e do Portal Nossa Ciência.

Fade-UFPE marca presença no 35º Encontro Nacional do Confies

Termina hoje, dia 01 de dezembro de 2017, a 35ª edição do Encontro Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies). A tradicional jornada de buscas pelo desenvolvimento da pesquisa, da ciência, da tecnologia e da inovação teve duração de três dias consecutivos e aconteceu no Centro de Exposições Ruth Cardoso, em Jaraguá, Maceió – AL.

A Fade-UFPE esteve presente através da participação da professora Suzana Montenegro, Secretária Executiva da Fundação e Vice Presidente do Confies; professor Maurício Assuero, representante da UFPE na Fundação, Paulo Guedes, Coordenador Executivo; Rebeca Pernambuco, Assessora Jurídica; Danielle Anizia, Gerente de Projetos; Iraci Pereira, Gerente de Recursos Humanos; Rafael Holanda, Advogado da Fundação; Sâmia Sindeaux, Gerente Financeira e de Projetos e Tanúzia Vieira, Coordenadora de Comunicação Corporativa. O evento é um espaço de aprendizado e uma oportunidade para o debate e a disseminação de informações importantes para as fundações de apoio e seus parceiros.

Representantes da Fade-UFPE no 35º Confies / Foto: Arquivo Pessoal – Iraci Nascimento

No primeiro dia do encontro os representantes das Fundações assinaram o Termo de Entendimento sobre a Autorregulação das Fundações de Apoio, elaborado pela Controladoria Geral da União (CGU), pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Ministério da Educação (MEC), Fórum de Educação da Procuradoria-Geral Federal (PGF), Fórum de Educação da AGU e pelo próprio Confies. Ainda na data de início ocorreram, além da abertura, quatro fóruns: Fórum Colégio de Procuradores, coordenado por André Feofillof; Fórum de Comunicadores, com Tiara Rubim, Lídia Ramires (UFAL) e Edna Ferreira (Nossa Ciência); Fórum de Contabilidade, coordenado por Sebastião Cezar Sant’Ana e com participação de Carlos Henrique do Nascimento (Convicta), Kleber Guedes (Convicta), Luiz Eduardo (Funarbe) e, por fim, Fórum de Tecnologia da Informação, com coordenação de Pedro Raposo e participação de Thiago Ávila (Estácio/FAL), Marcos Pontes (Coppetec) e Evandro Maroni (Fiotec).

35º Confies / Foto: Twitter oficial da Fundepes

No segundo dia foram três mesas de debate, duas oficinas e a Assembleia Geral, que tinha como objetivo elaborar um projeto de autorregulação e uma nova tabela de anuidades, alterar o Estatuto Social do Confies, homologar novas afiliadas, aprovar orçamento para 2018, escolher local para sediar o 36º e 37º Encontro Confies, fazer balanço da gestão de 2017 e debater sobre assuntos gerais. Hoje ainda acontecem três mesas de debate e uma oficina, além da cerimônia de encerramento.